Objetiva-se publicar biografias, histórias de vida e de batalhas relativas à Revolução de 1932. Caso saiba de algo, entre em contato. Para maiores informações envie mensagem à malusim53@yahoo.com.br.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

CERIMÔNIA DE INUMAÇÃO DE HERÓIS DE 1932.



Certificado de Inumação, 1957.


               A imagem, que foi publicada no Jornal “A Gazeta” em 10 de julho de 1957, é do Certificado de Inumação dos que foram inumados no columbário do Monumento Mausoléu ao Soldado Constitucionalista pelos veteranos de 32 MMDC, Sociedade Cívica Brasileira no dia 9 de julho de 1957.








Neste dia foram inumados:

Embaixador Pedro de Toledo (Governador Paulista em 1932),

General Júlio Marcondes Salgado,

 Dr. Carlos de Souza Nazareth,

General Palimércio de Rezende,

Cap. De Fragata Nelson Augusto de Mello,

Cap. Aviador Adherbal de Oliveira,

Cap. Antônio Ribeiro Junior,    
     
Guarda Civil Natal Martinetto,

Voluntário Delmiro Figueiras Sampaio,

 Voluntário Hermes de Moura Borges e

Voluntário João Pereira dos Santos,







Assinaram o Certificado de Inumação em São Paulo de Piratininga, Brasil: Bispo Auxiliar da Arquidiocese D. Paulo Rolim Loureiro,
 Sr. Mércio Prudente Correia, Presidente da Sociedade Veteranos de 32 -  MMDC e o
Sr. Antônio Benedicto Machado Florence, Chefe do Cerimonial da Sociedade Veteranos de 32 – MMDC.





A Cerimônia.


Na reportagem fotográfica, publicada na primeira página do Jornal “A Gazeta” – Notícias e Telegramas de 10 de julho de 1957, mostrou diversos aspectos da cerimônia de transladação e inumação dos restos mortais dos onze heróis da Revolução de 1932. “Nelas veem-se o Monumento da inauguração da estátua junto ao Soldado Morto; a saída do cortejo fúnebre da Catedral Metropolitana; o governador em exercício, General Porfirio da Paz, e a filha do Embaixador Pedro de Toledo conduzindo a urna com os despojos do ilustre homem público; Ibrahim Nobre e outros carregando a urna do General Júlio Marcondes Salgado; ex-combatentes conduzindo as urnas dos outros heróis; o poeta Guilherme de Almeida ao pronunciar uma oração ao lado do Sr. Antônio Benedito Machado Florence, chefe do protocolo das cerimonias; e o Diretor da Guarda Civil, o poeta Guilherme de Almeida e outros, quando carregavam os despojos de Natal Martinetto.”

Meu pai, Joaquim Norberto de Toledo Junior, Voluntário no 1º Batalhão Piracicabano, esteve presente nesta cerimônia carregando, junto a outros Ex-Combatentes, a urna com os despojos do Voluntário João Pereira dos Santos. 











A filha do Embaixador Pedro de Toledo.





Guilherme de Almeida.




Joaquim Norberto de Toledo Junior, à direita.








Fonte.

Arquivo pessoal:

Jornal “A Gazeta”, edição comemorativa do 9 de Julho, 10 de jul., 1957.

Jornal “A Gazeta”, Notícias e Telegramas, 10 de jul., 1957.





Editado e publicado por Maria Helena de Toledo Silveira Melo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário