Objetiva-se publicar biografias, histórias de vida e de batalhas relativas à Revolução de 1932. Caso saiba de algo, entre em contato. Para maiores informações envie mensagem à malusim53@yahoo.com.br.

terça-feira, 1 de novembro de 2016

O POVO RECONHECE SEUS HERÓIS.



Transcrevo a seguir matérias publicadas na revista “O Mundo Ilustrado” publicada em 10 de junho de 1957, em homenagem aos Heróis mortos em 1932:

 “Nos Campos Santos da grande terra bandeirante inúmeras são as sepulturas cujas lápides sintetizam em palavras cheias de ternura, a história emocionante dos que tombaram em defesa da Lei. E hoje, mais do que nunca, temos de nos curvar, humildes e respeitosos, diante do monumento que os perpetuou, pois a nossa pátria, graças a eles, caminha livre e forte para um futuro risonho e feliz. Que suas almas repousem na paz do Senhor”.

Obelisco - Mausoléu ao Soldado Constitucionalista - 1957.



“São Paulo não esqueceu seus heróis, a quem as gerações tributarão com orgulho e sinceridade, o preito de reconhecimento eterno. Hoje, ergueu-se no solo da capital bandeirante o monumento àqueles que foram ao encontro da morte em defesa dos ideais revolucionários. A eles e a todos quantos souberam honrar a terra onde nasceram, dentro deste Brasil unido e forte pela coragem de seus filhos, soldados intrépidos na defesa da liberdade, São Paulo de hoje reverencia com profundo respeito.”

Honra aos mortos da Revolução Constitucionalista de 1932 que sempre serão lembrados!
A seguir imagens publicadas nos meios de comunicação.

Sepultamento do Herói de 23 de Maio, Euclides Miragaia.




Os círios iluminam o símbolo dos heróis chacinados pelos inimigos da Pátria
MMDCA é heroísmo, bravura e patriotismo. 




O cortejo dos Coronéis Salgado e Marcilio,
 mortos enquanto experimentavam a nova arma, um lança granadas.




Lagrimas dos paulistas pelo Cel. Salgado.


Cel. Salgado e Cel. Marcílio foram velados juntos.


A Bandeira Brasileira cobriu o caixão de um herói que tombou nos campos de batalhas.



As honras pelos Soldados no cortejo dos Coronéis Salgado e Marcílio.




Sepultura de um herói morto em combate.




Obelisco - Mausoléu ao Soldado 
Constitucionalista de 1932. Fot. 2008.



"Aos épicos de julho de 32, que,
fiéis cumpridores da sagrada promessa
feita a seus maiores - os que
moveram as terras e as gentes por
sua força e fé - na lei puseram sua
força e em São Paulo sua Fé."

(Guilherme de Almeida)




Fonte.

Revista “O Mundo Ilustrado”, 10 de jun. de 1957.

Revista “O Mundo Ilustrado”, 7 de jul. de 1954.

Revista “O Cruzeiro”,17 de jul.de 1954.

Arquivo pessoal.

pt.wikipedia.org


Editado e publicado por Maria Helena de Toledo Silveira Melo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário