Objetiva-se publicar biografias, histórias de vida e de batalhas relativas à Revolução de 1932. Caso saiba de algo, entre em contato. Para maiores informações envie mensagem à malusim53@yahoo.com.br.

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Alvarenga.



Alvarenga foi o quinto jovem ferido naquele fatídico dia de 23 de maio de 1932.



A Passeata na Rua 15 de Novembro, em São Paulo, no dia 23 de maio de 1932.




Orlando de Oliveira Alvarenga nasceu na cidade de Muzambinho, M.G. em 18 de dezembro de 1899, filho de Ozório Alvarenga e de Maria Oliveira Alvarenga, tinha um irmão, Antônio Alvarenga, exercia a função de Escrevente Juramentado. Era casado com Annita do Val, com quem tinha um filho de nome Oscar. Foi gravemente ferido naquele anoitecer agitado de 23 de maio de 1932, conduzido ao Hospital Santa Rita, onde faleceu no dia 12 de agosto sendo sepultado no Cemitério São Paulo.

 Em sua memória, o governo do Estado de São Paulo oficializou, pelo Decreto 46.718, editado em 25 de abril de 2002, o Colar Cruz do Alvarenga e dos Heróis Anônimos.







Única fotografia em que aparecem, identificados, os cinco jovens que se 
tornaram Heróis da Juventude Constitucionalista.

             Martins, Miragaia, Dráusio, Camargo e Alvarenga.






Corrigindo um equívoco histórico.


     Nos registros históricos constam os nomes de Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo como os quatro primeiros que tombaram mortalmente feridos no dia 23 de maio de 1932. Um pesquisador, Hely Felisberto Carneiro (médico, nascido em 1932, residente em Sorocaba, SP), em anos de pesquisa descobriu que havia mais um herói que tinha sido mortalmente ferido naquele dia de 23 de maio. Conforme suas informações, um mineiro de Muzambinho, Orlando de ALVARENGA, foi também gravemente ferido no dia 23 de maio, com um tiro de fuzil na coluna lombar que esfacelou sua medula. Socorrido, sofreu 81 dias, falecendo no dia 12 de agosto. O pesquisador agiu para consertar os registros históricos sobre 1932 e conseguiu que em setembro de 1993 a diretoria da Sociedade Veteranos de 1932 - M.M.D.C. reconhecesse a falha dos registros históricos. Assim, baseado em um estudo feito pelo Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba, foi criado o "Colar da Cruz do Alvarenga e dos Heróis Anônimos".
               Como homenagem póstuma ao herói Orlando de Alvarenga, em 28 de abril de 2003 o Prefeito da cidade de Sorocaba, SP, sancionou a Lei nº 6814 designando a Rua nº 1 do Jardim Itapoã como "Orlando de Alvarenga" e em 13 de janeiro de 2004, o Governador do Estado de São Paulo, depois que o pesquisador Hely Felisberto fez o pedido a ele, promulgou a Lei nº 11.658 designando o dia 23 de Maio como "Dia dos Heróis MMDCA" e por Decreto oficializou o "Colar da Cruz do Alvarenga e dos Heróis Anônimos".






Frente e verso do “Colar da Cruz do Alvarenga e dos Heróis Anônimos”.





Fonte.

MONTENEGRO, B; WEEISSHON, A.A (org.) Cruzes Paulistas: os que tombaram em                   1932 pela glória de servir São Paulo: Empresa Gráfica da Revista dos Tribunais, 1936. 516p.

www2.uol.com.br

medalhisticamilitarpaulista.blogspot.com.br

www.pinterest.com




Editado e publicado por Maria Helena de Toledo Silveira Melo.








Nenhum comentário:

Postar um comentário