Objetiva-se publicar biografias, histórias de vida e de batalhas relativas à Revolução de 1932. Caso saiba de algo, entre em contato. Para maiores informações envie mensagem à malusim53@yahoo.com.br.

sábado, 12 de setembro de 2015

Aniversário de Jaguariúna, 2015.



12 de Setembro de 2015,  61 anos de emancipação politico – administrativa da cidade de Jaguariúna, SP.




                                                                                       M. H.T. S.Melo

                      Quadro representando o Brasão de Jaguariúna, 
                       exposto no saguão da Prefeitura Municipal.




Parabéns Jaguariúna, a “Estrela da Mogiana” e “Bonita por Natureza”!!!!!!






Partes da História.




Em 1894 era apenas um lugarejo com fazendas, sítios e a estrada de ferro. Foi neste tempo e cenário que o Coronel Amâncio Bueno teve a idéia e a ousadia de realizar no local mudanças que transformaram o lugar em Vila. O primeiro passo foi a construção de uma Igreja e desde então a Vila Bueno, posteriormente Vila Jaguary  e por fim Jaguariúna veio, através dos anos, se transformando até chegar na bela cidade que, hoje, é destaque no cenário nacional e internacional.

Jaguariúna significa “rio das onças pretas”.





                                                    M.H.T.S.Melo/2015

Igreja Matriz Centenária.



Entre muitos acontecimentos históricos, Jaguariúna também teve seu destaque durante a Revolução Constitucionalista de 1932 onde alguns de seus cidadãos participaram, como voluntários, deste evento.
São eles (conhecidos até o momento):
Alfredo de Souza ,
 Alfredo Guedes,
Nabor de Moraes (morto, em 1932, devido a ferimentos durante combate) e
Valdomiro Chiavegato.

Honra a estes Heróis e que a cidade não esqueça jamais de homenagea-los.



O Núcleo de Correspondência “Trincheiras Paulistas de 32 de Jaguariúna” parabeniza Jaguariúna pelo seu aniversário!!!



Fonte de consulta.

Publicação da Editora Gazeta Regional Ltda., setembro de 2012.

MELO, Maíra Toledo Silveira, Monografia,“Vila Bueno”, Turismo Gastronômico em Jaguariúna, janeiro de 2006.




Editado e publicado por Maria Helena de Toledo Silveira Melo.












segunda-feira, 7 de setembro de 2015

7 de Setembro – DIA DA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL







Alcançado em 7 de setembro de 1822, às margens do riacho Ipiranga, dom Pedro proferiu o chamado Grito do Ipiranga, formalizando a Independência do Brasil. Em 1° de dezembro, como apenas 24 anos, o príncipe, regente foi coroado Imperador, recebendo o título de dom Pedro I. O Brasil se tornava independente, com a manutenção da forma monárquica de governo.




Bandeira Imperial.


A Bandeira Imperial do Brasil, um dos símbolos oficiais do país de 1822 a 1889, foi criada pelo Decreto de 18 de setembro de 1822 e desenhada pelo artista Jean-Baptiste Debret. Os ramos de café e tabaco que envolvem o brasão representam a riqueza do império, enquanto as estrelas de prata correspondem às províncias do país na época




Hino da Independência

Letra de Evaristo da Veiga
Música de D. Pedro I


Já podeis, da Pátria filhos
Ver contente a mãe gentil
Já raiou a liberdade
No horizonte do Brasil

Brava gente brasileira!
Longe vá... temor servil
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil

Os grilhões que nos forjava
Da perfídia astuto ardil
Houve mão mais poderosa
Zombou deles o Brasil

Brava gente brasileira!
Longe vá... temor servil
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil

Não temais ímpias falanges
Que apresentam face hostil
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil

Brava gente brasileira!
Longe vá... temor servil
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil

Parabéns, ó brasileiro
Já, com garbo varonil
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil

Brava gente brasileira!
Longe vá... temor servil
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil




Bandeira Brasileira atual.



                        A atual bandeira Brasileira foi adotada em 19 de novembro de 1889, tendo suas cores e suas dimensões estabelecidas por um decreto. Foi elaborada por Raimundo Teixeira Mendes, que era um positivista, Miguel Lemos que era diretor do Apostolado Positivista do Brasil, Manuel Pereira Reis, um astrônomo, e Décio Vilares, um pintor.






Fonte.


euricopaz.blogspot.com



Ato cívico em comemoração ao Dia da Independência do Brasil realizado em Jaguariúna, SP.



O Ato Cívico, em comemoração ao Dia da Independência, realizado na manhã desta segunda feira,7 de setembro de 2015, na Praça Umbelina Bueno. A cerimônia foi uma realização da Polícia Militar e da Secretaria de Segurança Pública de Jaguariúna, por meio da Guarda Municipal e do Corpo de Bombeiros.
Estiveram presentes o   Prefeito de Jaguariúna, Exmo. Sr. Tarcísio Cleto Chiavegato, a Vice - prefeita, Exma. Sra. Dra. Maria Auxiliadora Zanin, o Presidente da Câmara Municipal, Exmo. Vereador Sr. Adilson Abrucêz e representantes da sociedade civil.
Alunos do Grupo Guerreiros da Paz e moradores do bairro Cruzeiro do Sul, congratularam os representantes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e da Guarda Municipal.















































Exmo. Sr Tarcisio Cleto Chiavegato, Prefeito de Jaguariúna e a seu lado
 Exma. Dra. Maria Auxiliadora Zanin, Vice- Prefeita de Jaguariúna.



Fonte das imagens.
https://www.facebook.com/prefeituradejaguariunaoficial?fref=ts


Editado e publicado por Maria Helena de Toledo Silveira Melo.