Objetiva-se publicar biografias, histórias de vida e de batalhas relativas à Revolução de 1932. Caso saiba de algo, entre em contato. Para maiores informações envie mensagem à malusim53@yahoo.com.br.

terça-feira, 25 de agosto de 2015

HOMENAGEM AO SOLDADO BRASILEIRO.



Trincheira na 1ª Guerra Mundial - Foto - Cris A. Hughes.
Fonte - guiadoestudante.abril.com.br




Versos de José Bonifácio.



“Dorme o batalhador...Porque chora-lo?
Armas em funeral! Silêncio, Ho! Bravos!
Que a dor o não desperte!
Tão só, tão grande, sobre a terra inerte!
A pátria, além, partido o coração...
Saudade imensa, e imensa solidão!

Ele dorme agora,
Embalado nos braços da metralha,
Ao trom da artilharia,
Por lençol, a bandeira, em terra fria;
Tem por leito os troféus; por travesseiro,
Tem o canhão, no sono derradeiro!

Sorrindo adormeceu,
A imaginar, sonhando, ouvir no espaço
O clarim da investida!
À cabeceira, a Morte, agradecida!
Aos pés, a Glória; e ao lado, ajoelhada,
A Pátria, pobre mãe desventurada! [...]

A morte foi teu guia à eternidade! ...
Armas em continência! É um morto vivo!
Ei-lo que passa agora, erguido ao alto,
No esquife da Vitória!”




25 de Agosto Dia do Soldado.






Duque de Caxias.
Fonte - mercadolivre.com.br



 Em 13 de março de 1962, Duque de Caxias foi eleito Patrono do Exército Brasileiro, por meio do decreto federal nº 51.429.
O Dia do Soldado foi instituído em homenagem a Luís Alves de Lima e Silva, conhecido como Duque de Caxias, Patrono do Exército Brasileiro, nascido em 25 de agosto de 1803.
A data de seu nascimento, 25 de agosto, foi adotada como Dia do Soldado do Exército Brasileiro, em homenagem aos 60 anos de serviço prestado por ele à corporação. Desde 1931, os cadetes do Exército da Academia Militar das Agulhas Negras levam como arma privativa o espadim de Caxias, uma cópia da espada usada por ele. A arma original está guardada no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, desde 1925.
Caxias morreu no dia 7 de maio de 1880, às 20h30. Seu corpo foi vestido com um uniforme modesto de marechal-de-exército, com apenas duas de suas condecoração de bronze no peito: a do Mérito Militar e a Geral da Campanha do Paraguai.
Seus restos mortais, juntamente com os da sua esposa, estão no Panteão a Caxias, em frente ao Palácio Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.




Soldados Brasileiros.


 Abaixo fotografias de Soldados Brasileiros em ação, em diversas Guerras e Revoluções.




Soldados Brasileiros na Guerra do Paraguai (1864/1870).
Cel. Joca Tavares, 3º sentado e seus auxiliares.
Fonte - pt.wikipedia.org






Oficiais Brasileiros em Canudos.
Fonte - darozhistoriamilitar.blogspot.com





Soldados do Batalhão Fernando Prestes, 1924.
Fonte - mmdcitapetininga.com




Soldados Brasileiros da FEB em acampamento na Itália.
Fonte - www.históriailustrada.com.br





Soldados da FEB e enfermeiras brasileiras em avião da FAB.
Fonte -www.historiailustrada.com.br





Soldados na Rua 15 de Novembro, em São Paulo, 1930.
Fonte - sampahistorica.wordpress






Soldados Paulistas nas trincheiras da Revolução Constitucionalista de 1932.




PARABÉNS PELO SEU DIA, SOLDADO BRASILEIRO, DEFENSOR E HERÓI DA PÁTRIA!




Referências.

MONTENEGRO, B; WEISSHON, A. A. (org.) CRUZES PAULISTAS: os que tombaram em 1932 pela gloria de servir São Paulo: Empresa Gráfica da Revista dos Tribunais, 1936.516p.

www.paulinas.org.br/diafeliz/?system=datacomemorativa&id=316





Editado e publicado por Maria Helena de Toledo Silveira Melo.





Nenhum comentário:

Postar um comentário