Objetiva-se publicar biografias, histórias de vida e de batalhas relativas à Revolução de 1932. Caso saiba de algo, entre em contato. Para maiores informações envie mensagem à malusim53@yahoo.com.br.

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

CIDADE DE SÃO PAULO 460 anos.


PARABÉNS SÃO PAULO!!!!!!!



                                                                                                                Fig.1.
                                                    
Parque do Ibirapuera, destaque para o Obelisco.           




São Paulo foi fundada em 1554 por padres jesuítas, originou-se do primeiro centro de catequese do Brasil: O Colégio São Paulo (ou Casa de São Paulo, ou, ainda, Pátio do Colégio).
Ao redor desse colégio, a cidade tomou sua forma urbana inicial: um triângulo cujos vértices encontravam-se os conventos de São Bento, São Francisco e do Carmo.



                                                                                                                Fig. 2.
     
                                                  Pátio do Colégio.                                                           



                                                                  Fig.3.      

Mapa da Capital do Estado de São Paulo.  




É um município brasileiro, capital do estado de São Paulo e principal centro financeiro, corporativo e mercantil da América do Sul. É a cidade mais populosa do Brasil, do continente americano e de todo o hemisfério sul, a cidade brasileira mais influente no cenário global, sendo considerada a 14ª cidade mais globalizada do planeta. O lema da cidade, presente em seu brasão oficial, é "Non Ducor, Duco", frase latina que significa "Não sou conduzido, conduzo”.
A cidade é mundialmente conhecida e exerce significativa influência nacional e internacional, seja do ponto de vista cultural, econômico ou político. Conta com importantes monumentos, parques e museus, como o Memorial da América Latina, o Museu da Língua Portuguesa, o Museu do Ipiranga, o MASP, o Parque Ibirapuera, o Obelisco Mausoléu aos Heróis de 32, o Jardim Botânico de São Paulo e a avenida Paulista, e eventos de grande repercussão, como a Bienal Internacional de Arte, o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, São Paulo Fashion Week e a São Paulo Indy 300.




                                                                                                                                     Fig. 4.

          Rua Florêncio de Abreu ponto de partida do comércio.                                                          





                                                                                                                           Fig. 5.
Província de São Paulo.



                                                                                                                                                       Fig. 6.

                                Paulistanos exemplo de civismo.  






            Em 1932, São Paulo se mobiliza no seu maior movimento cívico: a revolução constitucionalista, quando toda a população se engaja na guerra contra o "Governo Provisório" de Getúlio Vargas.




                                                                                     Fig. 7.
 Combatentes da Revolução de 1932 nas ruas centrais da cidade de São Paulo.




Fonte.

                   Enciclopédia Abril e pt.wikpedia.org.

Fig. 1 – www.portalrcr.com.br              
Fig. 2 – institutoandreluiz.org
Fig. 3, 4, 5 e 6 - Enciclopédia Abril
Fig. 7 - peregrinaculturalcom.br.






Editado e publicado por Maria Helena de Toledo Silveira Melo.














terça-feira, 21 de janeiro de 2014

REUNIÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E DOS PRESIDENTES DOS NÚCLEOS E COMISSÕES EM 27 DE FEVEREIRO DE 2014, ÀS 14:30 HORAS.



 
SOCIEDADE VETERANOS DE 32-MMDC

 

 

 CIRCULAR PARA OS SENHORES DIRETORES DA EXECUTIVA E PRESIDENTES DOS NÚCLEOS E COMISSÕES:
 

 

 A Sociedade Veteranos de 32-MMDC teve em 2013 um ano excepcional, com mais de 200 eventos, criações de novos núcleos e a firmação do sentido nacional da Revolução Constitucionalista de 1932. Graças aos esforços de todos os associados voltados para a causa do MMDC, a nossa organização passou a ser conhecida no Exterior também.

 

No entanto as reuniões de Diretoria deixaram a desejar. Muitos diretores, alegando compromissos particulares, faltaram nas datas marcadas, demonstrando quebra do necessário elo do órgão dirigente e sobrecarga para a administração.

 

Esperamos que em 2014 tenhamos mais compreensão por parte da Diretoria e dos presidentes de núcleos e comissões, demonstrando união entre nós e, com isso o engrandecimento sólido da Sociedade.

 

A primeira reunião está sendo marcada para dia 27 de fevereiro de 2014, às 14:30 horas, na sede da Sociedade. Terá como finalidades principais os estudos a respeito do:  

 

JUBILEU DE CARVALHO da assinatura da CARTA MAGNA de 1934 (vitória moral da Revolução Constitucionalista);

 

 JUBILEU DE DIAMANTE da fundação da Sociedade (7 de julho de 1954);

 

 RESTAURO do Monumento Mausoléu e sua reinauguração num ano importantíssimo para nosso futuro e,

 

 Estudos para a transformação da Sociedade numa FEDERAÇÃO, a fim de dar expansão aos trabalhos que já iniciamos em outros Estados da Nação e o fortalecimento nacional da Entidade.

 

 Outros assuntos poderão ser discutidos nessa Reunião.
 
 
 CONTO COM A PARTICIPAÇÃO DE TODOS
 
CORONEL PM MARIO FONSECA VENTURA
 PRESIDENTE DA SOCIEDADE VETERANOS DE 32-MMDC
 

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Comemoração do Jubileu de Prata do Movimento Constitucionalista em São Carlos.




Publicação em jornal de São Paulo, notícia sobre as comemorações do 9 de julho na cidade de São Carlos, em 19 de julho de 1957.
 

 
Transcrição do texto:
São Carlos, (Dep. A Gazeta) - “Conforme foi noticiado pela A Gazeta, a cidade de São Carlos comemorou, com grande brilhantismo, o jubileu de prata do Movimento Constitucionalista de 1932.
As fotografias que hoje publicamos dizem bem alto o que foram essas comemorações cívicas, que lembram a grande e nobre luta de São Paulo pelo restabelecimento do regime da lei e da ordem, luta na qual São Carlos tomou, desde o começo, ao lado de todas as cidades paulistas, o primeiro lugar nas linhas de frente e em todos os demais trabalhos da Revolução. Nas fotos vemos o desfile e as urnas contendo os despojos dos quatro voluntários são-carlenses tombados Alípio Benedito, Modesto Santana, Benedito Ferreira da Silva e Luiz Roehrer, conduzidos por antigos combatentes; celebração da missa campal, na frente da Catedral, pelo respectivo cura Mons. José Ribeiro de Aquino Pereira; a genitora de Modesto Santana entre senhoras sãocarlenses; a absolvição aos despojos dada por Mons. José de Aquino Pereira; a inumação das urnas dos voluntários no monumento erguido na praça dos Voluntários; chamada dos mortos, pelo ex-combatente Antonio Carrá, o Prof. Edu Faria Doria e Dr. Olney Borges Pinto de Souza quando falavam sobre a magna data paulista, e grupo de ex-combatentes tirado em frente ao Monumento aos Voluntários. (Fotos Ceneviva)”.
 
Arquivo particular.
Editado e publicado por Maria Helena de Toledo Silveira Melo.