Objetiva-se publicar biografias, histórias de vida e de batalhas relativas à Revolução de 1932. Caso saiba de algo, entre em contato. Para maiores informações envie mensagem à malusim53@yahoo.com.br.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Exumação dos restos mortais do Gal. Isidoro Dias Lopes


Notícia em jornal da época sobre as comemorações de 9 de julho em 1956, realizadas pela Sociedade de Veteranos de 32 - MMDC.

 Com a participação do General Brazilio Taborda, convidado da Sociedade de Veteranos de 32 - MMDC e da Comissão das Solenidades de Itapetininga.



       Arquivo particular.




 
Isidoro Dias Lopes nasceu em Dom Pedrito, RS, em 30 de junho de 1865.

Filho do  vigário José Tavares Bastos Rios, casou-se com Jacinta Lopes. Entrou para o exército em 1883 na Escola Militar de Porto Alegre, fez o curso de artilharia e em 1891 foi promovido a Tenente. Apoiou o movimento que pôs fim ao Império. Em 1893, abandonou o exército e participou da Revolução Federalista, no Rio Grande do Sul, contra o governo de Floriano Peixoto. Após a derrota dos federalista, em 1895, foi para o exílio em Paris. Em 1896 voltou ao Brasil, foi anistiado e voltou ao exército no Rio de Janeiro, continuando a carreira militar.

Participou da articulação e da Revolução de 1924 em São Paulo onde foi promovido pelos rebeldes a “Marechal da Revolução”. Posteriormente juntou-se a Coluna Prestes.

 Após a derrota da Aliança Liberal, apoiou a Revolução de 1930, participando do governo de Getulio Vargas, como comandante da 2ª Região Militar em São Paulo, já no posto de General de Divisão.

Em 1931 se indispõe com Getúlio Vargas, substituído então por Góis Monteiro. Em 1932 foi um dos organizadores da Revolução Constitucionalista, e acabou deportado para Portugal. Anistiado em 1934. Em 1935 é procurado pelos organizadores do levante comunista para auxilia-los, mas recusa. Em 1937, afastado da política, critica o golpe e a ditadura do Estado Novo.

Faleceu forte e lúcido em 1949.
 


 

General Brazilio Taborda é homenageado pelo Núcleo de Correspondência Paulistas de Itapetininga! Às Armas!! com Diploma de Honra ao Mérito.

O Diploma de Honra ao Mérito General Brazilio Taborda foi criado a 1ºde setembro de 2011, em homenagem ao General de Divisão Brazilio Taborda, então coronel de Artilharia do Exército Brasileiro que durante a Revolução Constitucionalista de 1932 comandou o exército Constitucionalista do Setor Sul, sediado em Itapetininga, no atual prédio do DER. Trata-se, da maior honraria a ser conferida pelo Núcleo de Correspondência Paulistas de Itapeninga! Às Armas!! sendo trinta e dois o número máximo de seus agraciados anualmente. Sua concessão se reveste de solenidade toda especial na sede do Mausoléu dos Veteranos de 32, no Obelisco do Parque Ibirapuera, em São Paulo. A finalidade desta honraria é agraciar personalidades civis e militares que relevantes serviços prestaram no resgate e na preservação da memória e dos feitos de paulistas que combateram no Setor Sul do Estado de São Paulo durante a Revolução Constitucionalista de 1932.
 


Referências.


Disponível em http://pt.wikipedia.org/wiki/Isidoro_Dias_Lopes acesso em 9 de dez. 2012.

 Disponível em http://mmdc.itapetininga.com.br/honrarias.htm acesso em 9de dez. de 2012.

 

 
 

 
 
 
 
 





 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário